Negócio da China – moto roubada é vendida por R$ 150,00 reais em Batalha-Pi

O promotor de Justiça Antonio Charles Ribeiro de Almeida ofereceu denúncia contra Romário Leniton dos Santos, vulgo “Chapolim”, 25 anos, residente no bairro Esperança II, em Batalha, atualmente recolhido à Penitenciária de Esperantina, acusado de crime de adulteração de sinal identificador de veículo.
Segundo os autos, no dia 1º de setembro de 2015, por volta das 17h, no centro de Batalha, o acusado foi preso em flagrante conduzindo uma motocicleta Honda CG, de cor vermelha, com restrição de roubo em Esperantina.
Na denúncia à Justiça, o promotor Antonio Charles relata que Chapolim encomendou o roubo da moto e em seguida providenciou a “picotagem” do chassi para impedir a identificação do veículo.
“A polícia de Batalha tomou conhecimento do roubo e ao averiguar o denunciado pessoalmente, constatou-se que a motocicleta estava com o chassi adulterado. Com a identificação do veículo, chegou-se à origem do mesmo, que havia sido furtado na cidade de Esperantina, por encomenda do próprio acusado”, diz.
De acordo com a investigação, o acusado pagou R$ 150,00 na moto roubada. “Quando lhe foi entregue o veículo, ele pagou a importância de R$ 150,00 (centro e cinquenta reais), providenciando a “picotagem” do chassi, quando então foi encontrado na posse do veículo pela autoridade policial, sendo preso em flagrante”, relata o promotor.
Chapolim foi denunciado como incurso nas penas do artigo 180, caput, e artigo 311, c/c artigo 69, todos do Código Penal.
Matéria anterior sobre o caso
Fonte: Folha de Batalha

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.