A Historiografia republicana é podre e medíocre

Ao abraçar de vez a causa monárquica realmente é muito mais do que só apoiar e colocar o glorioso brasão na foto de perfil nas mídias sociais e sim estudar, pesquisar, debater e até mesmo produzir inovações com as quais possam esclarecer o público. Exponho dessa maneira por não aceitar mais todas as manipulações que me foram passadas nas escolas em relação a história do Brasil e principalmente do Império e também na faculdade de história. Sim. Mesmo não exercendo a profissão de professor de história e trabalhando em outros projetos educacionais e empreendedores, sou um apaixonado por história.
Realmente é lastimável o quanto a historiografia republicana é manipulada e já doutrinou milhares de pessoas nesses 129 anos de república fazendo com que a história do Brasil não passasse só de exploração, corrupção, decadência imperial e apenas ressaltando todas as qualidades da república apresentando-a como moderna, democrática e inovadora em todos os sentidos.  Além disso, sempre difamou o Império do Brasil como sendo atrasado, escravocrata, corrupto e injusto. É aquela velha maneira de transferir seus defeitos para os outros e a historiografia republicana dos últimos 129 anos fez muito bem, aliás, mostrando o quanto é de baixo nível com seus pseudos historiadores dos quais adoram difamar a família imperial com medíocres documentos escritos por republicanos da época ao publicarem seus livros medíocres.
Agora dá para imaginar o quanto de estrago todas essas pesquisas medíocres e doutrinadas fizeram a cabeça de gerações através de livros escolares, cartilhas e até mesmo jogos de história dentro das salas de aulas. Quanta manipulação e doutrinação. Quanto lixo historiográfico ensinado sem qualidade nenhuma. Pois bem, vamos a alguns exemplos de lixos ensinados.
– O Brasil sempre foi uma colônia de exploração com muita opressão.
– Os índios foram massacrados impiedosamente;
– Os negros foram escravizados só por brancos;
– Os metais preciosos foram roubados por Portugal;
– Tiradentes é herói nacional lembrando Jesus Cristo;
– A família real portuguesa fugiu de Napoleão e chegou ao Brasil com péssimas intenções;
– A independência do Brasil foi um conchavo entre pai e filho;
– O império do Brasil era um atraso;
– A guerra do Paraguai foi um massacre contra Solano López e seu povo;
– O Paraguai era um país industrial e avançado;
– A Inglaterra mandava no Brasil e mandou destruir o Paraguai;
– A libertação dos escravos foi por causa da Inglaterra devido a mercado consumidor;
– O Brasil era o único império entre repúblicas adiantadíssimas e modernas;
– A proclamação da república significou um avanço para o Brasil e finalmente nos tornamos república e
– Viva a república!
Sinceramente, depois de tantas baboseiras e lixos ensinados para gerações nos últimos 129 anos dá  vontade de juntar todas elas e escrever uma comédia chamada “ As baboseiras” e até mesmo levar essa comédia para alguma produtora de cinema e fazer um filme de quinta categoria chamado “ Historiografia republicana. Vai, Malandra!”
Agora cabe uma reflexão aos pseudos historiadores que adoram difamar a família imperial e o império. Por que vocês nunca expuseram o dossiê da “querida república” nos livros escolares? Esqueceram? Não tem problema. Posso lembrá-los.  Então, vamos lá!
SEIS CONSTITUIÇÕES FEDERAIS
1891
1934
1937
1946
1967
1988
9 MOEDAS
Réis: até 1941
Cruzeiro: 1942
Cruzeiro Novo: 1967
Cruzeiro: 1970
Cruzado: 1986
Cruzado Novo: 1989
Cruzeiro: 1990
Cruzeiro Real: 1993
Real: 1994
SEIS VEZES CONGRESSO FECHADO
1891
1930 ~ 34
1937 ~ 46
1966
1968 ~ 69
1977
SEIS GOLPES DE ESTADO
1889
1930 ~ 34
1937 ~ 45
1945
1955
1964 ~ 85.
UM PLEBISCITO IGNORADO
Venda de armas: 2005
13 PRESIDENTES QUE NÃO CONCLUÍRAM O MANDATO
Deodoro: 1891
Afonso Penha: 1909
Rodrigues Alves: 1918
Washington Luís: 1930
Júlio Prestes: 1930
Vargas: 1945 e 1954
Carlos Luz: 1955
Jânio Quadros: 1961
João Goulart: 1964
Costa e Silva: 1969
Tancredo Neves: 1985
Collor: 1992
Dilma: 2016
31 PRESIDENTES NÃO ELEITOS DIRETAMENTE (também considerando posse de interinos)
Deodoro: 1889*
Floriano Peixoto: 1891*
Prudente: 1894*
Campos Sales: 1898*
Rodrigues Alves: 1902*
Afonso Penha: 1906*
Nilo Peçanha: 1909*
Fonseca: 1910*
Venceslau: 1914*
Rodrigues Alves: 1918*
Delfim Moreira: 1918*
Epitácio: 1919*
Arthur: 1922*
Washington Luis: 1926*
Júlio Prestes: 1930*
Vargas: 1930
José Linhares: 1945
Café Filho: 1954
Carlos Luz: 1955
Nereu Ramos: 1955
Ranieri Mazilli: 1961
João Goulart: 1961
Castelo Branco: 1964
Costa e Silva: 1967
Médici: 1969
Geisel: 1974
Figueiredo: 1979
Tancredo Neves: 1985
José Sarney: 1985
Itamar Franco: 1992
Michel Temer: 2016
*Presidentes do Período da República Velha marcado pelas fraudes eleitorais e o coronelismo.
31 REVOLTAS E GUERRILHAS
Golpe Republicano: 1889
Primeira Revolta de Boa Vista: 1892-1894
Revolta da Armada: 1892-1894
Revolução Federalista: 1893-1895
Revolta de Canudos: 1893-1897
República de Curani: 1895-1900
Revolução Acreana: 1898-1903
Revolta da Vacina: 1904
Segunda Revolta de Boa Vista: 1907-1909
Revolta da Chibata: 1910
Guerra do Contestado: 1912-1916
Sedição de Juazeiro: 1914
Greves Operárias: 1917-1919
Levante Sertanejo: 1919-1930
Revolta dos Dezoito do Forte: 1922
Revolução Libertadora: 1923
Coluna Prestes: 1923-1925
Revolta Paulista: 1924
Revolta de Princesa: 1930
Revolução de 1930: 1930
Revolução Constitucionalista: 1932
Revolta Mineira: 1935-1936
Intentona Comunista: 1935
Caldeirão de Santa Cruz do Deserto: 1937
Revolta das Barcas: 1959
Regime Militar: 1964
Luta Armada: 1965-1972
Guerrilha de Três Passos: 1965
Guerrilha do Caparaó: 1967
Guerrilha do Araguaia: 1967-1974
Revolta dos Perdidos: 1976
E aí? Já lembraram? Poxa! Como é maravilhosa a república! Que exemplo magnífico nos livros escolares dos últimos 129 anos! Sem mais comentários de tão bem feito é o sistema republicano brasileiro! Em suma, só mesmo ironizando.
Portanto, já está mais do que na hora de toda essa historiografia republicana podre e medíocre sumir de vez dos livros escolares e da vida de milhões de estudantes de todo o Brasil. Já esses pseudos historiadores precisam tomar chá de CIMANCOL e deixarem de bancar os “palhacinhos” da corte decadente  chamada república.
Observação nº 1 –  Há uma vasta gama de pesquisa em livros atualmente publicados por verdadeiros autores, historiadores e jornalistas no que concerne a história do Brasil. Cito alguns dos que já estudei e pretendo estudar outros.
– Triologia 1808, 1822 e 1889;
– As Barbas do Imperador;
– Flores ,votos e balas;
– Guia politicamente incorreto da história do Brasil;
– Dom Pedro I – A história não revelada.
– A biografia íntima de Leopoldina.
-Princesas Isabel e Leopoldina. Mulheres educadas para governar.
Youtube
–  Série Brasil Paralelo – A última Cruzada episódios 1 ao 6.
– Canal Redação Império News – Com aulas, debates e entrevistas.
 – Canal Monarquia no Brasil por Débora Settim;
  • Canal Professora Amanda;
  • Canal Monarquia Livre;
– Canal TV Imperial e
– Outros excelentes canais ligados na causa monárquica.
Observação nº 2 – Luís Marins junto com o JIN ( Jornal Império News) lançará em breve um produto online cujo conteúdo é ensinar o quanto o Império do Brasil era poderoso e pôde investir na nação brasileira. Surpresas estão chegando para todo o público.
Observação final –  A palavra “Palhacinhos” está entre aspas no último parágrafo para não ofender a classe circense.

Luís Marins é diretor geral do JIN ( Jornal Império News)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.